NASA sabia que havia vida alienígena em Marte há 50 anos, diz ex-engenheiro da NASA

NASA sabia que havia vida alienígena em Marte há 50 anos, diz ex-engenheiro da NASA

15/05/2024 0 Por jk.alien

A NASA sabia que havia vida alienígena em Marte há 50 anos, diz o ex-engenheiro da NASA…. O ex-engenheiro da NASA Gilbert Levin publicou um ensaio interessante. Ele trabalhava para as missões Viking e descobriu que a NASA sabia da existência de vida alienígena em Marte desde a década de 1970. No entanto, a agência optou por esconder esse fato do público.



Em 1969, a NASA já havia conseguido pousar na Lua.

No entanto, eles ainda não terminaram. Na década de 1970, a agência iniciou um projeto chamado Viking que conseguiu enviar orbitadores que confirmaram a existência de água líquida em Marte, levando ao que é conhecido como “Viking 1”.

Isto levou a novos avanços em relação às missões e exploração de Marte.

O primeiro pouso humano em Marte foi possível graças ao hardware sobressalente da Viking e a um colar de acoplamento do módulo lunar Apollo 8. Embora isto possa nos dizer que é provável que existam seres inteligentes vivendo em Marte, não podemos ter 100% de certeza de que eles ainda não estejam sozinhos em seu universo.



O ex-engenheiro da NASA mencionou em seu artigo que pode haver mais de uma forma de vida alienígena na Terra, o que significa que a Terra não é o único lugar onde existe vida. Então, se estes alienígenas estão vivendo aqui e ainda não sabemos sobre eles, quem sabe se eles não encontraram outros planetas ou sistemas estelares.

A Dra. Carmen Bousquet revelou que a NASA sabe desde a década de 1970 que pode haver vida em Marte e tem tentado ativamente capturá-la desde então. Segundo ela, “sabemos com 99% de precisão que Marte é muito diferente da Terra. Tem uma atmosfera mais rarefeita, temperaturas mais frias e muito menos água.”

Ela também afirmou que “a NASA começou a procurar ativamente por vida em 1998, quando a agência obteve um mandato internacional de um comitê preparatório para a União Astronômica Internacional”. Isso poderia ser interpretado como nada mais do que dizer que pode haver vida em Marte, mas o Dr. Bousquet não revelou mais nada sobre sua pesquisa ou quais evidências eles estão procurando, portanto, nenhuma informação adicional estava disponível.



Nessa medida, Levin revelou que a espaçonave Viking, que pousou em diferentes regiões do planeta, descobriu vida em Marte. Um dos testes realizados foi baseado no trabalho de Louis Pasteur. Esses testes descobriram que havia bactérias no planeta. Isto seria validado pela próxima missão Viking, que encontrou bactérias a 6.500 quilómetros de onde a primeira missão aterrou.

A tripulação que monitora a missão realizou quatro testes, todos com resultados positivos. Estes dados sugerem a existência de respiração microbiana em Marte.

Notavelmente, estas missões foram da década de 1970, o que significa que a NASA sabe da existência de vida alienígena em Marte há quase 50 anos. Levin acredita que esta é uma prova de vida em Marte. Ele também observou que seus resultados foram notavelmente semelhantes aos testes para a presença de bactérias no solo terrestre.



No seu ensaio, ele questionou por que razão o governo dos EUA escolheria esconder esta informação do público durante quase meio século. No entanto, esta afirmação não é verdadeira.

Os testes feitos pelas missões Viking foram publicados anteriormente. No entanto, os especialistas que o estudaram não chegaram a um consenso sobre os resultados. Os detratores da declaração também alegaram que os resultados foram muito inconsistentes e inconclusivos.

Em seu ensaio, ele observou que tende a concordar com as afirmações do detrator. Mas ele também questionou por que a NASA optou por não dar seguimento às descobertas da missão. Seu ensaio lança dúvidas sobre os planos da NASA, especialmente porque há planos para enviar astronautas a Marte. Esta incerteza pode colocar estas pessoas em perigo desnecessário, a menos que seja resolvida.

Apesar das inúmeras especulações sobre a presença de vida em Marte, a comunidade científica ainda não chegou a um acordo sobre o assunto. Por enquanto, é necessário realizar um novo teste sobre a presença de bactérias no planeta vermelho. Esta é a única forma de garantir a segurança dos nossos futuros astronautas.

COLABORE: Fazendo um PIX de qualquer valor você ajuda a manter o site Universo Alien fazendo pesquisas investigativas, análises, preparando e trazendo mais artigos interessantes. Use o QR-Code do PIX abaixo ou a chave PIX: [email protected]
Faça um gesto de doação, seja diferenciado!
PIX

colabore