Família de ufólogo se deparou com um ser metade homem, metade cobra no interior do Amazonas

Família de ufólogo se deparou com um ser metade homem, metade cobra no interior do Amazonas

09/02/2022 3 Por Jonas Estefanski


O ser que Rogério Gomes e Romana encontraram se parecia com uma Naga.
Créditos: World Anvil


Rogério Gomes e sua filha contaram como sua família se deparou com uma criatura completamente fora da mais fértil imaginação: um ser metade cobra, metade homem, dançando e rodopiando nas areias atrás de sua residência, junto ao rio, no município de Maués, no Amazonas.



A Amazônia é uma das regiões mais misteriosas e enigmáticas do planeta, ocupa 58.9% do território nacional e abrange os estados do Amazonas, Acre, Rondônia, Roraima, Pará, Maranhão, Amapá, Tocantins e Mato Grosso, sendo 75% desse território composto por área de floresta. O estado do Amazonas é o sétimo mais populoso do Brasil, com 4.3 milhões de habitantes, sendo que mais da metade vive na capital, Manaus, e o restante está espalhado pelos outros 61 municípios, em sua maioria em regiões ribeirinhas. Foi em um desses municípios, Maués, distante 267Km de Manaus em linha reta, e 356Km por via fluvial, que o incidente aconteceu.

No dia 31 de janeiro de 2022, Rogério e sua filha Romana se apresentaram no programa “Bate-papo com Umaia Ismail”, na estreia do quadro “OVNIs e Mistérios na Amazônia”, no YouTube, no canal Umaia Ismail

, e relataram o que viram nove anos atrás. Rogério iniciou falando de seus avistamentos de UFOs, que começaram em sua infância, em Manaus, incluindo uma ocorrência em 1982, enquanto pescava com seu pai. Na ocasião, um UFO cilíndrico e metálico pairou sobre a canoa e, ao ser alertado pelo filho, o pai se dirigiu rapidamente para a margem, emborcou a canoa e ambos se esconderam embaixo dela.




No dia seguinte, Rogério ouviu no noticiário da rádio que duas pessoas foram atacadas por um objeto com a mesma descrição do avistado por eles, no estado de Goiás, tendo uma delas ido a óbito. Em seguida, falou, juntamente com sua filha Romana, e com confirmação de sua esposa, também presente no estúdio, sobre a noite em que toda a família foi testemunha do avistamento de um ser mítico. Em 2013, Romana, então com 17 anos, conversava com uma amiga na cozinha de sua casa, enquanto a família dormia.  Ao olhar pela janela que dava para a praia, viu algo que pensou ser um lençol balançando sob a forte ventania que se fazia presente.

Porém, ao olhar com mais atenção, percebeu ser um homem com pernas pouco definidas, vestindo uma roupa branca esvoaçante, dançando e dando rodopios com os braços para cima. Ela também percebeu algo que brilhava em seu peito.

Para assistir à entrevista com Rogério Gomes e sua filha Romana, clique aqui.


Fonte: Umaia Ismail

Eram 23h30 e ela resolveu chamar a irmã para ver a cena, mas ela não acordou. Então chamou os pais, e quando o pai olhou, o ser já havia se dirigido para mais distante, caminhando de forma estranha. Quando colocou os binóculos, percebeu que o ser bailava com as mãos levantadas, e parecia ter as pernas um tanto ondulantes.

Quando a criatura virou de lado, Rogério notou que ele era bem mais fino que um homem comum, e pode perceber que não se tratava de um ser humano. O que poderia ser? Rogério Gomes chamou a esposa e decidiu ir até o local com a filha para ver mais de perto a criatura. Ao se aproximarem do ser, perceberam que a sua parte inferior parecia com a de uma cobra, e a superior tinha braços e uma cabeça em formato semelhante à de uma naja, de onde se projetava um rosto humano.



Quando o ser percebeu a presença deles, cresceu bastante de altura, e se preparou para dar o bote. Rogério disse que nesse momento pediu a intervenção de seres extraterrestres que ele já havia tido oportunidade de ler e conhecer, e segundo a sua esposa, que olhava pela janela da casa, uma espécie de círculo se formou acima do ser, e o puxou, salvando pai e filha de um possível confronto.



Neste mesmo instante, toda a incomum ventania que uivava cessou imediatamente, e as águas do rio, que estavam agitadas, ficaram calmas como a de um lago, mostrando que em nosso planeta há muito mais a ser descoberto do que se pode imaginar. Posteriormente, se associou o ser visto a uma Naga, da mitologia budista. O programa é apresentado semanalmente pela ufóloga e autora do livro “Contatos Extraterrestres na Amazônia”, Umaia Ismail, transmitido por suas redes sociais e promete trazer eventos ufológicos e muitos outros segredos que se escondem na selva amazônica.
Fonte