Vídeo de Lua gigante passando pelo Ártico durante eclipse viraliza; é real?

Um vídeo de 30 segundos que supostamente mostra a Lua se aproximando do Ártico, entre a Rússia e o Canadá, e encobrindo o Sol por cerca de 5 segundos viralizou nas redes sociais após os fenômenos da superlua e do eclipse da “Lua de Sangue” terem sido registrados nesta semana.

A reportagem do Olhar Digital conversou com o astrônomo Marcelo Zurita, presidente da Associação Paraibana de Astronomia – APA; membro da SAB – Sociedade Astronômica Brasileira; diretor técnico da Bramon – Rede Brasileira de Observação de Meteoros – e coordenador regional (Nordeste) do Asteroid Day Brasil, que explicou a “hipótese absurda”.

“Esse vídeo, claramente falso, foi produzido por um artista de computação gráfica e publicado em suas redes sociais como uma animação. O problema foi quando alguém resolveu se aproveitar de sua arte e republicar o material com um texto enganoso, indicando que a filmagem teria sido feita no Ártico, entre a Rússia e o Canadá”, afirmou Zurita.

O artista em questão é o dono do perfil @alekset__nz no TikTok. O vídeo teve mais de 20,4 milhões de visualizações, 2,5 milhões de likes e 32,6 mil comentários na postagem dele.

https://www.tiktok.com/embed/v2/6963129421117132038?lang=pt-BR

“Infelizmente o post fake viralizou mais do que a arte original. Não sei se foi essa a inspiração do artista, mas me lembrou muito um vídeo de 2013, que mostra como veríamos a Lua se ela estivesse na mesma distância da Estação Espacial Internacional. Evidentemente, isso não passa de uma hipótese absurda”, afirma o astrônomo que é colunista do Olhar Digital.

Relembre o vídeo em questão:

“Evidentemente isso não passa de uma hipótese absurda, pois qualquer objeto orbitando nessa altitude sofre arrasto aerodinâmico e, sem manobras para correção orbital – como ocorre com a ISS -, em alguns dias, a Lua se chocaria com a Terra. E isso não seria nada bom”, explica Marcelo Zurita.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: