Vida dentro da terra?: Eles descobrem na China, uma floresta gigante no fundo de uma caverna de 192 metros de profundidade

Vida dentro da terra?: Eles descobrem na China, uma floresta gigante no fundo de uma caverna de 192 metros de profundidade

28/07/2022 0 Por Jonas Estefanski

Pesquisadores descobriram um misterioso ecossistema com árvores enormes. Eles suspeitam que ele possa abrigar espécies animais desconhecidas dentro desse ecossistema.

Um grupo de cientistas descobriu uma enorme floresta no fundo de um gigantesco buraco na China, exatamente na  região autônoma de Guangxi Zhuang . Segundo a  Xinhua , (a agência estatal daquele país), este ecossistema único está localizado a uma profundidade de 192 metros e contém árvores antigas com quase 40 metros de altura.

A descoberta foi divulgada na semana passada pelo portal especializado  Live Science  depois que pesquisadores do  Serviço Geológico da China  encontraram esse enorme buraco natural no sul do gigante asiático.

Como essa enorme caverna possui uma floresta completa em seu interior com árvores altas, ela pode conter espécies de plantas e até animais desconhecidos pela ciência. “Esta é uma boa notícia”, disse George Veni, diretor executivo do US National Cave and Karst Research Institute.

Nesse sentido,  Chen Lixin , que liderou a equipe da expedição à caverna, não descartou a possibilidade de encontrar novas espécies e explicou que a densa vegetação rasteira no chão do sumidouro era da altura dos ombros de uma pessoa.

“Eu não ficaria surpreso em saber que existem espécies encontradas nessas cavernas que nunca foram relatadas ou descritas pela ciência”.

comentou  Chen .

Guangxi Zhuang  é conhecida por suas fenomenais formações cársticas – também conhecidas como  tiankeng  e produzidas pela ação erosiva ou dissolvente da água – que variam de dolinas a pilares de rocha e pontes naturais.

De fato, a UNESCO o considera Patrimônio da Humanidade.

“Devido a diferenças locais na geologia, clima e outros fatores, a forma como o carste aparece na superfície pode ser dramaticamente diferente”.

Veni acrescentou, portanto…

“Na China há um carste incrivelmente espetacular, com enormes sumidouros e entradas de cavernas gigantes, etc”, acrescentou. “Em outras partes do mundo, você anda pelo carste e não percebe nada.”

Por sua vez,  Zhang Yuanhai , engenheiro sênior do  Instituto de Geologia Cárstica , explicou que o interior do sumidouro tem 306 metros de comprimento e 150 metros de largura.

Ele também disse que a parede principal deste tiankeng tem três cavernas, que são possíveis resquícios da evolução inicial do sumidouro.

O outro fenômeno que forma enormes buracos no solo é o  Permafrost e  é  encontrado no Ártico, em partes da Rússia (Sibéria), Estados Unidos (Alasca), Canadá e Dinamarca (Gronelândia). Na verdade, está presente em 25% do solo no hemisfério norte.

Como o próprio nome indica, o permafrost é uma camada permanentemente congelada composta de solo, rochas, areia e matéria orgânica (restos de plantas e animais) mantidos juntos pelo gelo.  

Quando a temperatura sobe, o gelo derrete e faz com que a camada superficial do solo (abundante em vegetação e solo) entre em colapso, o que é evidenciado por enormes crateras e rachaduras registradas na região.