Uma antiga civilização “pré-humana” foi destruída por um cometa? (Vídeo)

Uma antiga civilização “pré-humana” foi destruída por um cometa? (Vídeo)

27/12/2021 0 Por Jonas Estefanski
A evidência de que nosso planeta abrigou vida inteligente antes dos humanos é cada vez mais evidente. 
Agora, uma teoria pode revelar que um cometa destruiu uma civilização antiga há mais de 13.000 anos.
Graham Hancock, um dos pesquisadores mais controversos dos últimos anos, escreveu um livro intitulado “Feiticeiros dos Deuses: A Sabedoria Esquecida da Civilização Perdida da Terra”.
Nele, ele menciona uma antiga civilização pré-humana na Terra e como ela foi destruída por um cometa gigante há mais de 13.000 anos.

Uma antiga civilização morreu antes do nascimento da humanidade.

Os restos de um cometa gigante perfuraram a atmosfera, gerando um cataclismo global semelhante ao da destruição dos dinossauros.
Hancock diz que pelo menos oito fragmentos do enorme cometa atingiram o manto de gelo da América do Norte, e outros atingiram o norte da Europa.
O calor gerado pela aproximação das bolas de fogo gigantes, a mais de 150.000 quilômetros por hora, derreteu milhões de quilômetros quadrados de gelo instantaneamente.

Como consequência, a crosta terrestre foi desestabilizada como nunca antes e um dilúvio global foi gerado que destruiu uma civilização antiga. 
Este cataclismo foi nomeado em diferentes mitos de culturas antigas, incluindo a Bíblia.
Essa teoria foi ignorada por décadas, pois foi considerada “improvável”. 
Na verdade, vários especialistas apontaram que era impossível para uma civilização desenvolvida viver na Terra há milhares de anos.
Alguns chegam a ridicularizar o pesquisador, como sempre acontece quando uma história alternativa é proposta para a humanidade.
Não é uma teoria simples.

Para encontrar um evento catastrófico tão antigo, é preciso pesquisar os vestígios mais antigos de uma civilização antiga. 
E esse é Göbekli Tepe.

Arqueólogos da Escola de Engenharia da Universidade de Edimburgo realizaram uma investigação nessas ruínas.
Aparentemente, foram encontradas evidências de que um cometa colidiu com a Terra em 11.000 aC. 
C. aproximadamente. 
Este cataclismo gerou mudanças drásticas que exterminaram uma civilização avançada.
Com base nessa investigação, Hancock acrescentou que tal evento poderia ocorrer novamente. 
A Terra estará no caminho de uma chuva de meteoros em 2030.
Deve-se notar que a camada mais antiga de Göbekli Tepe data do ano 9600 AC. 
C., isso significa que é 7.000 anos mais velho que as pirâmides do Egito.

Havia esculturas em pedra com símbolos astronômicos ligados a uma catástrofe global que ocorreu em 10.950 aC. 
C., conforme explicado pelo Dr. Martin Suetman.
Este artefato foi chamado de “Pedra do Abutre” e mostra claramente o sofrimento humano por meio de símbolos.
Isso significa que uma civilização antiga, com conhecimentos astronômicos e matemáticos, além de civilizada, existiu muito antes dos seres humanos.