Uma antiga civilização foi aniquilada por um cometa há 22.000 anos

Uma antiga civilização foi aniquilada por um cometa há 22.000 anos

16/02/2022 0 Por Jonas Estefanski

O pesquisador Graham Hancock publicou Magicians of the Gods , apresentando evidências de como um objeto celeste massivo eliminou completamente uma civilização humana muito mais antiga do que os assentamentos conhecidos.

A civilização antiga foi exterminada por um cometa há 22.000 anos
Possível pirâmide escondida de Gunung Padang.

Hancock baseia sua teoria na correlação entre eventos culturais e geológicos entre diferentes locais tão distantes quanto Indonésia, Turquia, Egito e Índia . Estes indicam que uma civilização humana viveu muito antes do que a ciência afirma.

Uma civilização humana desconhecida

pesquisador colaborou em diferentes explorações, visitando locais tão misteriosos quanto o local sagrado de Gunung Padang , na Indonésia. Lá ele encontrou restos de basalto colunar que, segundo ele, pertencia a uma pirâmide datada do ano 22.000 antes de nossa era… ou até mesmo antes.

As pirâmides que temos na Terra são a ponta do iceberg de uma imensa pirâmide. Foi assim que uma civilização conseguiu sobreviver à idade dos Dryas Younger , por volta do ano 10.900 de nossa era.

Uma época em que a Terra vivia os últimos dias da era glacial e a temperatura era favorável aos mamíferos. Mas onde um evento que ainda não foi determinado fez com que o planeta voltasse abruptamente ao frio gelado.

Para Hancock, esse súbito ressurgimento do frio foi devido a um cometa que atingiu as calotas polares , provocando marés colossais e cobrindo a atmosfera com poeira por mais de 1.000 anos.

Outro grande assentamento é Göbekli Tepe , na Turquia. Segundo especialistas, essa imensa estrutura tem mais de 9.600 anos e é a maior prova dos efeitos de um cenário devastador.

Segundo Hancock, a área serviu para que os sobreviventes do cataclismo preservassem, pelo menos, algum conhecimento da civilização que foi aniquilada com a intenção de transmiti-la às novas gerações.

Gunung Padang
Gobekli Tepe

Traços de uma sociedade antiga

Os pesquisadores dizem que não é por acaso que os primeiros vestígios do ressurgimento da civilização, na forma da mais antiga arquitetura megalítica conhecida , além do conhecimento agrícola, ocorreram em Göbekli Tepe, há 11.000 anos.

Esta data coincide perfeitamente com o Younger Dryas e o regresso de um ambiente global mais agradável.

O livro também apresenta evidências de que fragmentos do cometa também chegaram ao Egito antigo .

Lá, um antigo culto em Heliópolis desenvolveu uma maneira de preservar o conhecimento histórico para o benefício das novas gerações na forma de esquemas astronômicos e arquitetura monumental.

Essa teoria acrescentaria uma nova conexão a uma civilização tão antiga e desconhecida que reescreveria completamente a história. Isso nos leva a acreditar que existe um período de tempo na Terra que foi completamente eliminado .