Pescador encontra pérola rara de R$ 1,8 mi, viraliza na web e acaba preso

O pescador Hatchai Niyomdecha, de 37 anos, foi do inferno ao céu, e depois de volta o inferno, após encontrar uma das pérolas mais caras e raras do mundo em uma praia na Tailândia. Segundo a imprensa local, a descoberta ocorreu em 27 de janeiro, na província de Nakhon Si Thammarat. Depois de sua história viralizar na internet e na mídia internacional, o homem acabou preso pela polícia.

Niyomdecha contou que pegava conchas de ostras com a família, quando encontrou várias presas a uma boia de plástico que havia chegado à costa: uma delas era a que continha a joia rara. Um comprador da China chegou a oferecer o valor esperado pelo pescador, de US$ 340 mil, cerca de R$ 1,8 milhão. Cerca de outros três compradores também abordaram a família em busca da pérola.

De origem humilde e com poucos recursos financeiros, o homem conta que pegou a concha junto a tantas outras e as levou para o pai, seguindo a rotina de trabalho da família. Ao limpar as peças, o pai de Hatchai Niyomdecha se surpreendeu ao ver a pérola de Melo.

Foto: Reprodução 

Felicidade e tristeza

A família estava contente com a possibilidade de mudar de vida e ficar rica com a venda da pérola. No entanto, segundo jornais tailandeses, a polícia de Nakhon Sri Thammarat seguiu a história do pescador e emitiu mandados de busca e apreensão e de prisão. Segundo a polícia, foram encontrados na casa do pescador dois lotes de equipamentos para a produção de drogas, além de uma quantidade não especificada de metanfetamina. Hatchai foi algemado e levado preso.

O chefe de polícia de Hua Sai, Pol Col Chokdee Srimuang, disse que Hatchai estava no radar da polícia depois que 16 mil comprimidos de metanfetamina foram encontrados perto da propriedade. Eles conseguiram chegar ao homem após a repercussão das postagens sobre a pérola na mídia tailandesa.

Hatchai nega as acusações, embora a polícia alegue ter evidências claras sobre o caso e o acusou de conspiração e porte de drogas de classe 1. Ainda não se sabe como ficou a negociação sobre a venda da pérola e nem com quem ela ficou após a prisão do pescador.

Você pode gostar...

Deixe um comentário