Pentágono: “A viagem no tempo é real e podemos visitar outros mundos”

Pentágono: “A viagem no tempo é real e podemos visitar outros mundos”

14/05/2022 0 Por Jonas Estefanski

De acordo com documentos publicados pelo Pentágono, as tecnologias de viagem no tempo e antigravidade podem ser disponibilizadas aos humanos e podem nos ajudar a visitar outros mundos. A recente desclassificação de 1.500 arquivos lança luz sobre o Programa Avançado de Identificação de Ameaças da Aviação (AATIP), que era um programa secreto de OVNIs do Pentágono.

Sua publicação foi possível após uma batalha legal quatro anos após um pedido de divulgação de informações do The Sun. Um dos documentos analisa como a tecnologia antigravitacional pode ser usada para criar aeronaves e naves espaciais, e afirma que «os efeitos podem ser alcançados através da manipulação do espaço-tempo». Também é analisado como “manipulação da sepultura” e o relatório diz: “Pode ser possível criar fenômenos exóticos como viajar mais rápido que a luz… e máquinas do tempo”.

Acrescenta-se também que os «caras de gusano» no espaço-tempo podem ser usados ​​para viagens interestelares.

Os documentos, que o The Sun chamou de «la bomba», foram publicados pela Agência de Inteligência do Departamento de Defesa dos Estados Unidos.

Isso inclui planos para enviar várias naves espaciais de um piloto solo para “colonizar” o espaço profundo, bem como pesquisas sobre como os humanos podem controlar robôs com suas mentes.

Se foi descoberto que uma pessoa não pode voar mais de quatro naves espaciais, mas nos documentos, os cientistas se perguntam se nossos cérebros podem se desenvolver para melhorar essa capacidade. A AATIP está em operação desde 2007 e é dirigida por Luis Elizondo, que acredita que a existência de OVNIs “foi provada, mas além de qualquer dúvida razoável”. Em outra parte do relatório, o relatório explora como os cohes e a espaçonave movida a energia nuclear nos permitirão «construir pontes» nas camadas de objetos gelados que cercam o Sol para encontrar outros planetas semelhantes à Terra. Há também informações nos documentos sobre como podemos nos comunicar com extraterrestres, bem como um estudo sobre o impacto na saúde das pessoas que se encontrarão com extraterrestres ou OVNIs.

Embora o projeto já tenha sido eliminado, oficiais do Pentágono admitiram no ano passado que houve cerca de 150 relatos de OVNIs de pilotos militares desde 2004. Além disso, eles incluem “sucesso” e “embaraços indesejados” de civis.