Papiro egípcio antigo confirma a existência de seres reptilianos

Há muito tempo atrás, nos tempos antigos, uma civilização tecnológica avançada de seres reptilianos dominou a superfície de nosso planeta. Sabemos disso por todos os textos antigos que descobrimos até agora, que falam de suas proezas tecnológicas e físicas e como nos governaram com facilidade.

Hoje estaremos olhando para uma série de textos, incluindo este antigo papiro egípcio, que prova que os antigos egípcios estavam adorando esses reptilianos.

O papiro fala sobre a serpente de Navash, comumente referida como a serpente do Jardim do Éden. Também há menção de Atum, o homem-serpente e, é claro, Enki / Ea, as serpentes de dupla hélice que já ouvimos muito nos antigos contos sumérios.

Cada um é considerado divindades de algum tipo que viveram entre os humanos nos tempos antigos, governando sobre eles. Quase todas as civilizações lá fora, em algum momento, aparentemente adoraram esses seres.

O papiro também fala de Sobek, o híbrido homem-crocodilo que governou o Egito e criou toda a vida e vegetação com seu próprio suor. Ele criou o rio Nilo suando e até criou o mundo como o conhecemos com suas ações.

Nós até conhecemos o mito heliopolitano da criação, que é assustadoramente semelhante às antigas tabuinhas sumérias e à representação da gênese da humanidade de que falam.

No geral, é bastante seguro dizer que esses antigos seres reptilianos estavam vivendo entre nós em tempos antigos, afinal, e mesmo que eles possam não ter sido tão míticos quanto nós os fizemos parecer, eles eram definitivamente impressionantes, para dizer o mínimo .

Fonte

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: