OVNI quase se Choca com Cápsula da Crew-2 em seu Caminho Até a Estação Espacial Internacional

Entenda os momentos de tensão que aconteceram cerca de 8 horas após o lançamento da Crew-2
Um OVNI (Objeto Voador Não Identificado) foi identificado com uma possível rota de colisão com a cápsula Crew Dragon que levava quatro astronautas à Estação Espacial Internacional.  A detecção do objeto aconteceu cerca de oito horas após o lançamento que ocorreu em 23 de Abril de 2021.

Antes de mais nada, vale ressaltar que os astronautas chegaram bem, sãos e salvos, na Estação Espacial, porém, isso gerou momentos de tensão minutos antes do sono da tripulação.
A detecção ocorreu cerca de 45 minutos antes do encontro com o objeto, e a tripulação da Crew Dragon foi avisada cerca de 15 minutos antes do possível impacto. Por conta da falta de tempo para manobras os astronautas oram instruídos a se manter seguros no assento e aguardar mais informações.

“Como ciência, nós identificamos um encontro muito próximo de última hora com uma janela de erro de distância bem pequena com a Dragon”, informou Sarah Gilles, da SpaceX, à tripulação. “Sendo assim, nós precisamos que vocês vistam o traje e se acomodem nos assentos”.

Alarme Falso
Após alguns minutos, durante o TCA (Time of Closest Approach / Momento da Máxima Aproximação), nada aconteceu. Posteriormente foi percebido que o tal objeto passou a 45 km da cápsula durante essa máxima aproximação.

Até então, o objeto foi identificado como lixo espacial, porém, como ele não foi identificado, Kelly Humphries, porta-voz da NASA, emitiu um comunicado dizendo que o objeto está sendo tratado como “não identificado” pela Agência Espacial Norte Americana.
A NASA continuará investigando a origem do objeto, e por enquanto, os astronautas Shane Kimbrough, Megan McArthur (da NASA), Thomas Pesquet (da ESA) e Akihiko Hoshide (da JAXA) ficam apenas com uma história diferente durante sua jornada à ISS.

O que pode ser?
Possivelmente, trata-se de um lixo espacial, porém, como ninguém conseguiu identificar a origem do objeto, ele é tido como “não identificado”.
Ainda assim, isso é um grande acontecimento, já que a cápsula Crew Dragon tem apenas 8 metros de diâmetro.
Por outro lado, encontros com a Estação Espacial Internacional são mais comuns, afinal de contas, estamos falando de uma estação espacial com quase o tamanho de um campo de futebol.

Em setembro de 2020, por exemplo, a tripulação de 3 astronautas tiveram que se abrigar no seguimento russo próximo da Soyuz para o caso de um impacto com um lixo espacial.
Calcula-se que existam cerca de 128 milhões de detritos de lixo espacial maiores que 1mm, o que já representa um risco para naves, satélites e até mesmo para a Estação Espacial Internacional.

Imagens: (capa-SpaceX) / SpaceX / NASA / divulgação

Você pode gostar...

Deixe um comentário