O misterioso desaparecimento do Lago Angikuni: toda a aldeia desapareceu no ar

O misterioso desaparecimento do Lago Angikuni: toda a aldeia desapareceu no ar

23/12/2021 0 Por Jonas Estefanski

Apesar de a ciência se encarregar de dar uma explicação lógica para a maioria dos eventos que ocorrem no mundo, há eventos que não podem ser explicados. Um deles é o misterioso desaparecimento do Lago Angikuni.

Desaparecimento do Lago Angikuni

Em 1932, um caçador de peles foi até o Lago Angikuni, no Canadá. Ele conhecia o lugar, pois costumava vender suas peles. Porém, ao chegar ao local, sentiu que algo estava errado.

A cidade estava totalmente vazia, não havia vestígios de seus habitantes. O pior de tudo é que as casas estavam abertas, havia pratos servidos nas mesas, até lareiras acesas. Como se as pessoas tivessem desaparecido de um momento para o outro.

A misteriosa história do desaparecimento do Lago Angikuni

O Lago Anjikuni está localizado na região Kivaliq de Nunavut, Canadá. O lago é famoso pela diversidade da fauna aquática de água doce.

Então, um velho grupo de pescadores decidiu estabelecer uma aldeia nas margens do lago. Criando assim o Povo Angikuni.

A cidade, além da pesca, também era famosa por seus licores. Os moradores faziam vinho e cerveja com madeira para combater o frio. Essa bebida se tornou famosa na região, aos poucos foi passando a receber visitas constantes.

Joe Labelle, um caçador canadense, também era um amante da dita cerveja. É por isso que ele visitava a cidade constantemente, aproveitando para vender suas peles.

No entanto, após pisar na aldeia, uma sensação estranha tomou conta dele. Um silêncio atordoante cercou toda a cidade e seus arredores. Ele até pensou que estava no lugar errado, mas isso era impossível já que ele era um visitante frequente do Village.

Ele andou pelas ruas sem encontrar nenhum sinal de gente. Esperando que eles estivessem dentro de suas casas, ele esperou do lado de fora para ver se alguém saía, mas ainda assim, ele foi capaz de encontrar alguém.

A cidade estava cheia de uma atmosfera densa e assustadora e não havia ninguém lá. Isso não tinha acontecido em nenhuma de suas múltiplas visitas.

Depois de vagar um pouco pela cidade, decidiu ir para a casa de seus conhecidos. Ele os chamou pelos nomes, mas recebeu apenas o eco de sua própria voz em resposta.

Desaparecimento do Lago Angikuni

Este misterioso desaparecimento continua sendo um dos casos mais estranhos do mundo.

Então ele decidiu entrar em uma das casas. Estava vazio, mas a comida armazenada estava nos armários, os brinquedos das crianças, as roupas. Tudo era como se nada tivesse acontecido. Ele até encontrou uma panela de arroz meio cozido no forno.

Encontrei um cenário semelhante na casa ao lado e na próxima. Não havia ninguém e a atmosfera indicava que haviam desaparecido de um momento para o outro.

Teorias e pesquisas malsucedidas

Labelle foi rapidamente ao escritório do Telégrafo mais próximo e informou a polícia da região sobre o que havia acontecido.

Imediatamente, as forças policiais entraram em cena e realizaram uma extensa busca, mas sem sorte. No entanto, eles encontraram algo: um ritual de sangramento.

Quase todos os túmulos do cemitério da aldeia estavam vazios, então alguém os profanou. Ao longe, ouviam-se os uivos de 7 cães de trenó, famintos, pálidos e quase sem vida.

Os especialistas deduziram que os cães fizeram “todo o possível” para defender seus donos, mas falharam.

Nenhum dos órgãos de investigação conseguiu deduzir o mistério do desaparecimento do povo Anjikuni.

Os habitantes das cidades vizinhas declararam ter visto uma luz estranha que se perdeu no céu do norte. Isso desencadeou hipóteses relacionadas ao rapto por alienígenas.

O que realmente aconteceu com o povo de Angikuni? De acordo com a Polícia Montada canadense, nunca houve uma cidade mais populosa em uma área tão remota. E a história apareceu pela primeira vez em 1959 no livro Stranger Than Science, do pioneiro do rádio Frank Edwards.