O Livro dos Gigantes: Uma das descobertas mais assombrosas já feitas até hoje, veja

Aproximadamente 50 anos atrás, os estudiosos se depararam com uma das mais significativas descobertas históricas do século, quando encontraram milhares de pergaminhos antigos. Entre as varias descobertas, eles acharam o intrigante “Livro dos Gigantes” que fala dos Nefilins e sua ruína.

Uma das mais notáveis descobertas arqueológicas dos últimos anos foi realizada nas cavernas de Qumran a mais de meio século. Entre os achados foram encontrados milhares de pergaminhos antigos que mostravam uma visão sumamente importante do nosso passado. Vários destes pergaminhos auxiliaram a completar fragmentos até então perdidos da nossa história.

Mas, além de vários pergaminhos, os pesquisadores foram surpreendidos quando se depararam com um texto raro e intrigante: um rolo antigo que retrata o sumiço dos Nefilins da Terra. O intitulado ‘Livro dos Gigantes’, narra sobre criaturas gigantes que viveram em nosso planeta no passado, e como eles chegaram a ruína, desaparecendo por completo.

Mas afinal o que são os Nefilins? De acordo com alguns pesquisadores, esses seres são criaturas lendárias que na verdade não existem no nosso planeta. No entanto, a realidade por trás dos Nefilins poderia ser mais obscura do que qualquer um de nós podia teorizar.

Começando do principio, precisamos estar cientes que, ainda hoje, no século 21, a palavra “Nephilim” (ou Nefilim) não é completamente entendida. Com o passar dos anos, os pesquisadores sugeriram uma série de etimologias, entre eles: “The Fallen” (os caídos), “Apostates” e “anjos que caíram dos céus”… No entanto, independentemente do seu nome e do sentido, os misteriosos Nefilins têm sido associados a seres gigantes que habitaram nosso planeta no passado distante.

Existem diversos registros antigos que fazem menção ao Nefilim. Um desses famosos registros é o Livro de Gênesis, que oferece alguns detalhes sobre esses seres. A maior parte da informação recolhida atualmente (sobre o assunto) vem do Livro de Enoque. Esta obra antiga é historicamente atribuído ao bisavô de Noé.

Enoch efetua uma função muito considerável na história e, curiosamente, se trata de uma das figuras mais misteriosos no Livro de Gênesis. Segundo o que é mencionado no Livro de Gênesis, Enoque viveu por cerca 265 anos. Ele foi levado diante de Deus e: “Ele caminhou com Deus; ele não era mais um ser da Terra; porque Deus o levou”.

Durante este determinado momento, o nosso planeta teria sido a moradia de “anjos” que interagiram durante anos com os seres humanos e, eventualmente, cruzando com as “filhas dos homens”, que conduziram à criação de uma raça de criaturas descrita como sendo descomunalmente fortes, que são mencionados como híbridos gigantes – ou os Nefilins.

O Livro dos Gigantes – que por sinal é não esta completo – nos apresenta uma perspectiva diferente sobre os Nefilins do que no Gênesis. Segundo esse texto antigo, os Gigantes – ou Nefilins – chegaram a conclusão de que, devido às suas formas violentas, eles iriam enfrentar um iminente extermínio. Eles (os gigantes) pediram a Enoch para falar em seu nome a Deus.

Textos antigos relatam como os Nefilins habitaram a Terra criando o caos e devastação por onde passavam. Em um determinado momento na história, eles começaram a ter sonhos premonitórios do Armageddon, enquanto o medo destruía seus corações. Segundo o que menciona os textos, o primeiro dos Nefilins a ter esses sonhos proféticos foi Mahway, o Titan filho do anjo Barakel. Durante o seu sono, ele observou um continente inteiro ser mergulhado em água o que simbolizaria o extermínio de todos.

Os Nefilins não tinham convicção total sobre os reais significados de seus sonhos premonitórios, e eles gastaram um largo tempo discutindo o que Mahway havia visto em seus sonhos. Mesmo assim, eles não tiveram um grande avanço tentando entender o significado. Pouco tempo depois mais dois gigantes Ohya e Hahya, os filhos do anjo caído Shemyaza começaram a ver imagens semelhantes em seus sonhos.

Enfim os gigantes começaram a entender a obscura natureza de suas premonições e procuraram o auxilio de Enoch. Mas, Enoque não estava mais no planeta, de modo que um Nefilim solicitou a um de seus membros do grupo para sair em uma jornada espacial. Após a jornada pelo espaço, Mahway chega a Enoque e faz seu pedido.

Se examinarmos o que relata o texto com atenção, uma interpretação curiosa pode ser derivado dele: “… Montou-se no ar … com as mãos como águias … ele deixou para trás o mundo habitado (o planeta Terra) e passou desolação (o espaço?) …”

Incrivelmente, muitas teóricos concordam que, o que esta nitidamente relatado neste texto antigo é a jornada que leva para o vazio do espaço, deixando a Terra para trás..

Tudo pode ser resumido para a nossa própria interpretação individual, o que eventualmente varia muito de acordo com nossas próprias crenças.

Retornando ao Livro dos Gigantes, ficamos cientes que Enoch envia Mahway de volta ao planeta, garantindo que ele (Enoch) iria conversar com Deus em nome dos gigantes. Infelizmente para os gigantes o que aconteceu a seguir não foi nada bom.

“Até Raphael voltar, eis que a destruição esta se aproximando, um grande dilúvio, e ele vai varrer todos os seres viventes, da terra e dos mares”.

O fato desses seres de tamanhos descomunais já não estarem mais entre nós seria a evidencia final que uma grande inundação ocorreu, marcando a ruína total dos Nefilins??

Você pode gostar...

Deixe um comentário