Múmia gigante bem preservada de duas cabeças foi descoberta na Patagônia – Conheça Kap Dwa

Caso você ainda não saiba, a história do famoso gigante de duas cabeças conhecido como Kap Dwa é de longe uma das histórias mais estranhas que você já ouviu. Esta é a história de um gigante de 3,5 metros de altura que foi descoberto originalmente na Patagônia. Sua história dá muitas voltas estranhas, então certifique-se de prestar atenção.

A história começa em 1673, quando os marinheiros espanhóis estavam apenas cuidando de seus negócios quando avistaram um gigante enorme com duas cabeças presas ao corpo vagando pelas terras próximas. Eles rapidamente desceram e foram direto para ele, derrotando-o no processo.

Apesar do fato de que o gigante era claramente mais forte do que eles, através do uso de táticas inteligentes a equipe foi capaz de derrotá-lo e prendê-lo, apenas para matá-lo para sempre para ter certeza de que ele não poderia escapar nunca mais.

Depois que ele foi mumificado, ele foi enviado para Londres, onde mais tarde foi descoberto por volta do século 19 ou assim. Foi quando Lord Thomas Howard o descobriu em 1959, decidindo adicioná-lo à coleção de Gerber.

Thomas, entretanto, afirma uma história totalmente diferente desta. Ele acredita que os restos mortais mumificados foram originalmente descobertos na Patagônia e trazidos para a Inglaterra pelo próprio George Bickel.

Depois de ter sido enviado para Baltimore, ele finalmente o encontrou e o adicionou à sua coleção.

Independentemente do que você acha que realmente aconteceu aqui, os resultados falam por si, já que este é um incrível pedaço de gigante de duas cabeças bem na sua frente.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: