Misteriosa “espiral” ilumina o céu havaiano (Vídeo)

Misteriosa “espiral” ilumina o céu havaiano (Vídeo)

28/04/2022 0 Por Jonas Estefanski

Milhares ficaram sem palavras ao testemunhar a “espiral estranha”, também capturada pelo Telescópio Subaru, localizado no vulcão inativo de Mauna Kea

A Subaru-Asahi Star Camera, parte do Telescópio Subaru, localizado no vulcão inativo de Mauna Kea, capturou essas imagens chocantes que deixaram milhares no estado norte-americano sem palavras. O cip é viral nas redes sociais.

O fenômeno foi apelidado de “redemoinho voador” e se assemelha a uma galáxia espiral muito próxima e atravessando o espaço além da Terra. No entanto, suas origens estão realmente neste planeta.

O redemoinho foi detectado poucas horas depois que uma carga de satélite classificada do National Reconnaissance Office foi lançada em um dos foguetes SpaceX Falcon 9 de Elon Musk, como parte da missão NRO Launch 85.

Isso significa que o “redemoinho voador” foi na verdade o resultado desse lançamento, exatamente o estágio superior de um dos foguetes.

Os dois estágios do foguete Space X se separaram aproximadamente 2,5 minutos após o lançamento e o primeiro estágio retornou à Terra e pousou no complexo do complexo Vandenberg Air Force Base Landing Zone 4 quase cinco minutos depois da separação, informou o Space.com.

Enquanto isso, a espiral da morte é o estágio superior do Falcon 9, ao contrário do outro estágio que executou com sucesso um pouso vertical, não foi projetado para ser reutilizado.

Isso significa que o estágio superior pode cair na atmosfera e queimar.

Marco Langbroek, pesquisador do Departamento de Astronomia da Universidade de Leiden, disse sobre o vídeo viral que “mostra o estágio superior de um foguete SpaceX Falcon 9 liberando o excesso de combustível de foguete pouco antes de reentrar na atmosfera em uma área segura no Pacífico.

“Gotas de combustível de foguete aeradas formam uma nuvem no espaço que é iluminada pela luz solar, tornando-se visível como uma nuvem brilhante”, disse ele.