Mineiro Encontrou A Múmia Bem Preservada De Uma Mulher De 80 Milhões De Anos

Mineiro Encontrou A Múmia Bem Preservada De Uma Mulher De 80 Milhões De Anos

21/06/2022 1 Por Jonas Estefanski

Originalmente descoberta em setembro de 1969 em Kemerovo, na Rússia, a princesa Tisulsky é a suposta mulher de 80 milhões de anos que foi descoberta em um sarcófago muito estranho.

Caso você ainda não saiba, isso contradiz o ponto de vista de todos os historiadores sobre a humanidade, pois todos eles nos consideram com cerca de 300.000 anos ou mais, então a existência de uma múmia de 80 milhões de anos está levando completamente todas as suas crenças fora da equação.

Um mineiro de carvão tropeçou em seu sarcófago a cerca de 80 metros da mina e, ao vê-lo, o trouxe com o resto de sua equipe para a aldeia Rzhavchik Tisulskago para ser exibido em público. O corpo estava claramente mumificado e submerso em um mineral líquido rosa-azulado.

Ela estava perfeitamente preservada. Ela tinha pele azul e olhos azuis e parecia muito européia. Um artefato em forma de cubo preto foi visto em sua cabeça.

No dia seguinte, as autoridades confiscaram o sarcófago e obrigaram todos a evacuar a cidade. Eles jogaram fora a substância mineral porque tornava o sarcófago pesado demais para ser carregado de helicóptero, que é quando o corpo fica preto e depois retorna à sua cor original.

Ela é considerada a primeira onda híbrida humano-alienígena, o primeiro teste bem sucedido pelos alienígenas.

Fonte: Alienstar.com