GRETA VIAJANTE DO TEMPO?: CONHEÇA A CURIOSA TEORIA CONSPIRATÓRIA

Com base em uma fotografia tirada em 1898, internautas criaram a suposição de que a ativista, na verdade, não é da nossa época

Em agosto de 2018, das janelas do Parlamento Sueco, políticos do país acompanhavam o movimento de um pequeno protesto. Confiante, uma menina de tranças exigia que os parlamentares criassem medidas para reduzir as mudanças climáticas.

Aos 15 anos, a adolescente faltava nas aulas da escola de propósito, para conseguir protestar, a fim de chamar atenção dos políticos suecos. Com o olhar de quem não desistiria de seus objetivos, Greta Thunberg logo tornou-se uma jovem liderança.

Não demorou até que outros estudantes tomassem a garota como exemplo, criando cada vez mais movimentos e manifestações em prol do meio ambiente. Greta, então, tornou-se uma personalidade conhecida, elogiada e criticada no mundo todo.

Com a fama, também surgiram diversos boatos sobre a vida da menina, bem como teorias da conspiração acerca de quem ela é. A mais curiosa delas diz respeito a uma foto descoberta em novembro de 2019, que apresenta uma suposta sósia da ativista.

Greta em ‘greve climática’ próxima a Casa Branca, em 2019 / Crédito: Getty Images

Cenário antigo

Composta por árvores altas, uma densa floresta ocupa o fundo da fotografia em preto e branco. Mais a frente, galhos secos formam uma paisagem ríspida, que também passa a sensação de um clima frio, confirmado pela vestimenta das pessoas na imagem.

Em primeiro plano, três crianças olham para a câmera enquanto trabalham em uma mina de ouro. Suas roupas retratam tanto a época em que a foto foi tirada, em meados de 1898, quanto o local da exploração, a região de Yukon, no Canadá.

Entre os três jovens, uma menina em especial chama atenção. Com tranças longas e bem penteadas, um vestido simples e uma touca na cabeça, a garota se parece — e muito — com Greta Thunberg. Seria a ativista, então… uma viajante do tempo?

Fotografia das crianças / Crédito: Biblioteca da Universidade de Washington

Imagens do passado

Tirada há 123 anos, a fotografia chamou atenção de internautas no mundo todo. Inicialmente, ela foi encontrada no acervo online da Biblioteca da Universidade de Washington, mas acabou sendo disseminada em diversas redes sociais.

No Twitter, por exemplo, usuários da plataforma passaram a imaginar motivos do porque a garota canadense se parecia tanto com a ativista sueca. Foi assim que surgiu a teoria conspiratória de que Greta Thunberg teria viajado no tempo.

Comparando as imagens das meninas, que têm até mesmo um penteado parecido, a teoria sugere que, tendo vivido no final do século 19, Greta decidiu visitar a nossa época para salvar a humanidade, lutando pelo planeta e pelo meio ambiente.

Fotografia de Greta Thunberg / Crédito: Divulgação/ Flickr

Uma jovem ativista

Acontece que, filha de Malena Ernman, uma cantora de ópera, e do ator Svante ThunbergGreta nasceu em 3 de janeiro de 2003, em Estocolmo, na Suécia — em uma época e região absolutamente diferentes, é claro, das da menina na fotografia.

Diagnosticada com síndrome de Asperger, transtorno obsessivo-compulsivo, TDAH e mutismo seletivo, segundo ela própria narrou em seu TED Talks, Greta Thunberg cresceu ligada ao ativismo ambiental. Desde pequena, por exemplo, ela já fazia questão de reduzir sua pegada de carbono e adotar um estilo de vida sustentável.

Hoje em dia, a jovem é vegetariana e luta tanto pelos direitos dos animais, quanto pela redução das mudanças climáticas. Aos 18 anos, ela já foi eleita a Pessoa do Ano pela Time, além de uma das 100 Mulheres Mais Poderosas do Mundo pela Forbes, ambos em 2019. A jovem ainda foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz duas vezes, em 2019 e 2020.


Você pode gostar...

Deixe um comentário