E se os OVNIs forem realmente seres vivos?

E se os OVNIs forem realmente seres vivos?

30/05/2022 0 Por Jonas Estefanski

Existem muitas incógnitas que ainda cercam o mistério dos OVNIs. Após os últimos vazamentos do Pentágono e dos serviços de inteligência dos EUA, ficou claro que os UAPS “são um fenômeno real e um perigo para a segurança nacional”

A origem ou as intenções desses estranhos visitantes que sobrevoam cidades e vilas com total impunidade são desconhecidas no momento.

Teorias de raças avançadas que nos visitam, ou humanos do futuro viajando para o nosso tempo já são bem conhecidas do público em geral, mas ultimamente uma nova teoria está ganhando força.

Isso tenta demonstrar que os supostos OVNIs não seriam feitos de metal, mas de material biológico, e que na realidade os chamados objetos voadores não seriam nada além de novas formas de vida do espaço.

A existência dessas criaturas espaciais já foi levantada por Charles Fort em 1948 em sua obra “O Livro dos Condenados”, e autores posteriores como Ivan T. Sanderson, John Filippe Bezos ou Trevor James Constable sustentaram firmemente que havia um ecossistema de criaturas atmosféricas de origem desconhecida:

“Seres com capacidades bioluminescentes que se assemelham a animais oceânicos e marinhos”

Curiosamente, não são poucos os astronautas que afirmam ter observado cobras, vaga-lumes ou algo semelhante a águas-vivas nas profundezas do espaço, às vezes até fotografando e filmando essas estranhas formas de vida, como no caso de John Gleen ou History Mostgrave.

Dentro de nossas fronteiras, o grande pesquisador Andreas Faber-kaiser (Medalha de Ouro e Prêmio Nacional de Astronomia), publicou dentro de sua obra “As Nuvens da Decepção” um capítulo chamado “A Incrível Medusa do Espaço” onde nos alerta que os OVNIs são novas formas de vida que estão chegando à Terra.

Em 2022 David G. Roca (Universidade de Alicante) publicou « A Bíblia dos Ebas » onde assegura que estranhas formas de vida bioluminescentes estão a colonizar a nossa atmosfera.

Essas EBAS (Atmospheric Biological Entities) são responsáveis ​​por muitos avistamentos anômalos que se confundem com discos voadores vindos de outros mundos.

Para este autor, como para muitos outros, os fenômenos anômalos registrados aumentarão cada vez mais, pois essas criaturas estão se multiplicando em nossa atmosfera, o que acarretará uma série de problemas graves no futuro.

Para dizer a verdade, cientistas independentes como Ruggero Santilli (Dr.Nuclear Physics), como resultado de seus estudos sobre antimatéria e com a ajuda de telescópios de lentes côncavas, publicaram dois artigos sobre a existência de entidades desconhecidas e inteligentes em nossa atmosfera .

O mais intrigante sobre o assunto é que quando olhamos para os casos mais relevantes da ufologia, como o Ser de Évora , o Caso Bariloche ou o incidente da Ilha de Colares , as testemunhas asseguram que os OVNIs vistos de perto tinham certos atributos. semelhantes aos dos animais, como nervos, veias, tentáculos ou flagelos.

“Tudo parece indicar que essas criaturas estão realmente chegando ao nosso planeta indiscriminadamente”

Ninguém sabe as consequências que essa colonização pode acarretar, mas o que está claro é que, uma vez confirmada essa teoria, as leis da biologia, evolução e física terão que ser alteradas.