Diretor diz que haverá revelações sobre extraterrestres em semanas

James Fox, diretor do documentário The Phenomenom que saiu mês passado, que trata de uma maneira direta, sobre os UFOS, ou UAP’s como eles tão chamando agora, disse que, a nova força tarefa sobre os UFOS, tem novas informações grandes, que vão vir a público em “algumas semanas”, disse ele.

E parece ser algo grande, que ele disse que não podia dar nenhuma pista sobre o que ele disse ter escutado e descoberto através de um “informante”, tipo assim. Mas a principio, eles também tão se preparando pra soltar uma bomba pra população.

Abaixo o vídeo em que James Fox, diretor do documentário The Phenomenon, falou sobre uma possível revelação:

THE PHENOMENON

Na verdade, “The Phenomenon” parece mais um documentário jornalístico do que um filme descartável de “teoria da conspiração”, até o uso do ator Peter Coyote – um pilar da longa série documental de Ken Burns – como narrador do filme.

“O objetivo era torná-lo tão inatacável quanto possível com algo que ainda é desconhecido, levar algo do reino do mito para o reino da certeza”, diz Barasch, um jornalista que trabalhou como editor no New Age Journal e Psychology Today. Ele também é CEO da Green World Ventures, que trabalhou na Nigéria, Gana e agora se concentra no Quênia para desenvolver uma indústria de alimentos regenerativos.

Barasch tem uma longa história com a produção de documentários e com o campo dos OVNIs. Seu trabalho inclui a produção de “One Child, One Voice”, um especial de 1992 criado para promover a conscientização sobre a Cúpula da Terra no Brasil, e um episódio de 1995 da série documental de TV “Secret History” sobre a suposta queda de uma nave alienígena em Roswell, NM

Para “O Fenômeno”, Barasch diz, ele ajudou Fox a gravar anos de filmagens sobre OVNIs e avistamentos de OVNIs para formar uma narrativa não apenas sobre os OVNIs, mas as pessoas que os viram, os investigaram e sabiam sobre eles.

O filme mostra caso após caso de pessoas que descrevem com credibilidade a visão de aeronaves mais sofisticadas tecnologicamente do que qualquer coisa produzida na Terra.

“Eles estavam muito, muito avançados em relação a qualquer coisa em nossa capacidade militar”, diz Barasch, acrescentando que as aeronaves foram descritas como se movendo com uma velocidade que obliteraria um piloto humano.

Fonte

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: