De acordo com uma análise recente, as pirâmides egípcias e a esfinge foram submersas na antiguidade e são anteriores à civilização egípcia

A Esfinge no planalto de Gizé, assim como as pirâmides egípcias, era certamente muito mais velha do que dizem os arqueólogos. É possível que as organizações Ses existissem antes da civilização egípcia.

Há fortes evidências, de acordo com estudiosos, de que todo o planalto foi fortemente inundado no passado.

De acordo com uma interpretação, as pirâmides e a esfinge são artefatos megalíticos que sobreviveram ao Grande Dilúvio.

O acúmulo de água profunda, de acordo com especialistas, causou erosão nas primeiras vinte áreas da Grande Pirâmide.

Apesar de muitas teorias sobre suas origens, não temos ideia de quem construiu as pirâmides e a Esfinge.

O maior mistério, porém, pode não ser quem as construiu ou como os humanos foram capazes de alinhar as pirâmides de Gizé com tanta precisão. A Esfinge e as três pirâmides foram emparelhadas com a estrela Orion no ano 10.450 aC, de acordo com historiadores.

O fato mais surpreendente, porém, é a destruição geral do planalto de Gizé, o que levou os estudiosos a acreditar que áreas do local já estiveram submersas no mar.

Dê uma olhada no vídeo abaixo para mais detalhes.

VÍDEO:

Você pode gostar...

Deixe um comentário