Coronel que investigou o acidente de OVNI em Roswell revela que alienígenas são biorobôs – ele morreu meses depois (vídeo)

Em 1997, um ex-coronel do Exército dos EUA mentalmente estável, chamado Phillip James Corso, lançou um livro que até hoje é usado em debates em todo o mundo.

De acordo com ele, ele trabalhou nas forças armadas de 1942 a 1963, e durante este tempo ele foi encarregado de estudar e vigiar a queda de um OVNI em Roswell (Novo México). Isso aconteceu originalmente em 1947, mas ele esperou até 1997 para lançar seu livro.

Ele afirma que chips de computador, transistores, dispositivos de visão noturna e até fibras ópticas foram todos inventados graças ao fato de termos adicionado a tecnologia OVNI em nosso próprio arsenal.

A razão pela qual é tão polêmico, porém, é principalmente o fato de que ele afirma muitas informações que já eram consideradas bastante clichês na época para livros relacionados a alienígenas.

Mas, infelizmente, durante uma entrevista, ele também afirmou que Grey Aliens não eram aliens, mas, em vez disso, bio-robôs.

Ele afirma que os viu pessoalmente e os estudou e, de acordo com ele, esses Greys não têm sistema digestivo e, em vez disso, estão eletronicamente conectados aos controles da espaçonave.

Alguns meses depois de lançar seu livro, ele infelizmente perdeu a vida em um ataque cardíaco coincidente. Você acredita nisso ou acha que ele foi eliminado porque falava demais?

Você pode gostar...

Deixe um comentário