Cobra venenosa serpente jararacuçu é encontrada dentro de empresa por funcionária

Cobra venenosa serpente jararacuçu é encontrada dentro de empresa por funcionária

04/03/2022 0 Por Jonas Estefanski

Uma cobra jararacuçu foi encontrada dentro de uma empresa em Jaraguá do Sul, Norte catarinense, por uma funcionária. A serpente tinha cerca de 80 centímetros, mas pode chegar a 1,8 metro. A espécie é a maior entre as venenosas da região, segundo o biólogo da Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama) Gilberto Duwe, e também dá bote.

“Ela dá bote igual uma jararaca. O que acontece que essa ali [do vídeo] estava mais tranquila, então o resgato foi mais tranquilo, mas dá bote da mesma forma”, explicou o biólogo.

A cobra foi encontrada por uma funcionária que isolou a área com caixas até a chegada da equipe da Fujama [assista acima]. A captura ocorreu na quinta-feira (24). Ninguém foi picado por ela.

O biólogo especialista em répteis da Universidade Regional de Blumenau (Furb) Alex Giordano Bergmann também confirmou que a espécie, de nome científico Bothrops jararacussu, é a maior entre as venenosas que habitam o Norte do estado.

O que fazer em caso de picada?

  • Caso seja picado por uma cobra, não se deve amarrar o local. Segundo o biólogo Christian Lempek, o torniquete pode aumentar o risco de necrosar o local e resultar até em amputação;
  • Não se deve cortar o local, fazer perfurações ou sucção;
  • O local da picada deve ser lavado com água e sabão;
  • A vítima deve ser levada o mais rápido possível ao hospital;
  • É importante tentar identificar a serpente (pode ser por foto, se possível), pois isso facilitará a escolha do soro antiofídico a ser aplicado.
  •  
  • Onde ligar
  • Entre em contato com os Bombeiros (193) ou com a Polícia Ambiental da sua cidade (190);
  • Em caso de acidente com serpente, entre em contato com o Samu (192), os Bombeiros (193) ou se dirija ao hospital público mais próximo;
  • Em caso de dúvidas ou orientações sobre procedimentos de primeiros socorros, ligue para o Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina (CIATox/SC), pelo telefone: 0800 643 5252.
  • Moradores de Jaraguá do Sul podem ter atendimento na Fujama pelo telefone (47) 3273-8008, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h.