Civilizações Antigas Usavam “ULTRASSOM” para Derreter Rochas!!

Em muitos sítios megalíticos antigos vemos evidências de que civilizações antigas sabiam como derreter e consertar rochas para ajustar seus padrões de construção complexos. Frequentemente pensamos que esses edifícios de rocha complexos foram construídos usando tecnologias alienígenas, mas se olharmos para esses locais antigos vemos sinais de tecnologias esquecidas.

Você sabia que agora existem os meios, ou melhor as tecnologias para derreter rochas usando técnicas simples conhecidas desde os antigos? O corte de rocha usando altas frequências ou altas temperaturas pode responder a muitas perguntas que temos quando olhamos para antigos locais de construção como Teotihuacan ou Puma Pumku.

Outra técnica que provavelmente já foi utilizada é o som ultrassônico, ou seja ULTRA-SOM e Efeito Hutchison. Usando ultra-som e antigravidade com o efeito Hutchison civilizações antigas foram capazes de cortar a rocha sólida como manteiga e colocá-la onde quisessem. As pessoas costumam perguntar: “O que exatamente é o efeito Hutchison?” O vídeo abaixo é um breve resumo de alguns experimentos realizados com ondas longitudinais de Tesla produzindo assim o famoso Efeito Hutchinson.

Em primeiro lugar, o efeito Hutchison é um conjunto de fenômenos descobertos acidentalmente por John Hutchison durante as tentativas de estudar as ondas longitudinais de Tesla no passado 1979. Os efeitos produzidos incluem levitação de objetos pesados, fusão de materiais diferentes, como metal e madeira (exatamente como retratado no filme, “o experimento da Filadélfia”), o aquecimento anômalo de metais sem queimar materiais adjacentes, quebras espontâneas de metais (que se separam em um deslizamento lateral) e tanto temporário quanto permanente na estrutura cristalina e nas propriedades físicas dos metais.
Desta forma, seria fácil criar as formações rochosas complexas e geometricamente perfeitas em Puma Pumku, Teotihuacan ou outras cidades sul-americana.

(Fonte)

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: