Civilização perdida na Antártida? “Os Segredos do Continente Congelado”

Civilização perdida na Antártida? “Os Segredos do Continente Congelado”

03/07/2022 0 Por Jonas Estefanski

O número de descobertas estranhas que foram realizadas no continente levou muitos teóricos a sugerir que existia uma civilização perdida na Antártida.

A ideia de que a Antártida não é apenas uma região gelada existe há anos. A natureza inexplorada do lugar fez com que muitas teorias nascessem em torno dele. No entanto, algumas delas têm algum suporte… com a hipótese de que uma civilização perdida habitou o local.

Por décadas, pirâmides, bases subterrâneas, avistamentos de OVNIs e outros eventos estranhos foram encontrados que nos levam a acreditar que há “algo” escondido no gelo.

As supostas pirâmides da Antártida
Um dos temas mais polêmicos e, por sua vez, interessantes, está relacionado às estranhas formações piramidais que foram encontradas na Antártida.

De acordo com diferentes pesquisadores, inúmeras imagens mostraram a existência de estruturas supermassivas. Algumas delas foram comparadas às Pirâmides do Egito.

Obviamente, a ciência afirma que não há pirâmides na Antártida, no entanto, há razões para acreditar no contrário. Uma das coisas que mais geram suspeitas sobre a realidade do continente congelado é o mapa que ilustra o continente sem gelo.

Este é o mapa de Piri Reis, uma das cartas que mais gerou polêmica dentro da comunidade científica.

O mapa foi feito pelo almirante turco Piri Reis, e é uma compilação de mapas muito mais antigos, onde são recolhidas cerca de 20 cartas antigas perdidas.

Quem mapeou a Antártida sem gelo, se isso aconteceu há milhões de anos? Acredita-se que os responsáveis ​​foram os mesmos que construíram suas pirâmides.

Atualmente, graças ao avanço tecnológico, já é possível observar pirâmides enterradas sob o gelo. Isso foi observado graças ao Programa Integrado de Perfuração Oceânica, um programa internacional de exploração submarina.

No entanto, os cientistas dizem que são apenas “montanhas de formas estranhas” e não evidências de civilizações antigas.

Outros tipos de estruturas são adicionados às pirâmides, como a encontrada na Antártida Oriental. Há uma construção oval que se destaca do chão. Tem cerca de 122 metros de largura, e podem ser os restos de alguma cidade enterrada sob o gelo.

O mesmo aconteceu com as imagens de satélite; a quantidade de capturas que foram feitas com aplicativos como o Google Earth, mostram estranhas formações enterradas

Existem bases alienígenas e estruturas maciças?
Se a existência de pirâmides ou outras construções não fosse estranha o suficiente, a possibilidade de abrigar bases alienígenas torna ainda mais intrigante.

Diferentes caçadores de OVNIs capturaram supostas evidências, graças a imagens de satélite, de possíveis entradas para bases subterrâneas.

Para eles, essas entradas pertencem a civilizações extraterrestres. Um dos principais pesquisadores e divulgadores dessa teoria é o usuário SecureTeam10.

Da mesma forma, estranhas estruturas maciças foram encontradas, algumas com formas tão peculiares, como discos. Em Wilkes Land, existe uma anomalia que se estende por 250 quilômetros de diâmetro, com uma profundidade de 800 metros.

Da mesma forma, a Antártida pode ter sido uma rota de fuga para um dos regimes mais controversos da história. Acredita-se que no continente congelado, os nazistas esconderam tecnologia e armas avançadas.

Isso não é tão absurdo quando você considera o fato de que a Alemanha nazista construiu bunkers e bases secretas em todo o mundo. Pensar em uma base supermassiva em uma região praticamente inexplorada não é irracional.

Base 211 é o nome dado a este suposto bunker nazista. Conta-se que a Nova Suábia, também conhecida como Neuschwabenland, entre 20° E e 10° W na Terra da Rainha Maud, é onde a equipe de exploração nazista da Antártida encontrou uma área com vegetação, sem gelo e até riachos.

Como podemos observar, a Antártida não é apenas um continente congelado e abriga mais mistérios do que pensamos. É possível que haja uma civilização perdida no gelo?