Cinco descobertas de crânio que a ciência não poderia explicar

Os crânios de Paracas são comumente referidos como crânios Híbridos Humano-Alienígenas ou crânios Nephilim. Como você pode ver, eles são todos alongados, para começar, já que, ao contrário de quaisquer outros crânios alongados que já encontramos ao longo da história, esses são os únicos que nasceram assim.

Eles datam de 3.000 anos atrás e o descobridor original Julio Tello os encontrou em 1928 no deserto peruano.

Este crânio Rhodope é um verdadeiro mistério, assim como de acordo com Dimitri Kovachev, o diretor do Museu de Paleontologia de Asenovgrad, este crânio não faz sentido, pois não pertence a nenhuma criatura anteriormente conhecida.

Não tem boca e os seis orifícios que podem ver na imagem contribuem para o mistério.

Crânio de Sealand é bem estranho, para dizer o mínimo porque, apesar de ter sido descoberto recentemente, já está ganhando um grande nome, pois ninguém pode dizer a que espécie ele realmente pertence. Ela data de 1200-1280 aC, pelo que podemos dizer.

Este crânio de bisonte pré-histórico tem um moderno buraco de bala bem no meio de sua cabeça. Ele está atualmente em exibição no Museu de Paleontologia de Moscou e diz-se que data de 30.000 anos atrás.

Por último, mas não menos importante, temos esses crânios extraterrestres que, de acordo com Vladimir Melikov, o explorador original que os encontrou, são definitivamente de natureza alienígena.

Você pode gostar...

Deixe um comentário