Cientistas Dizem que a Mãe Natureza está Alertando a Humanidade Sobre uma Catástrofe Iminente

2020 começou com incêndios florestais devastadores em toda a Austrália e as coisas não melhoraram muito desde então. Este ano viu fortes tempestades sobre o Atlântico violentos incêndios florestais na Califórnia, Mega secas na África e severas inundações na Ásia. Para piorar a Antártida experimentou um dos anos mais quentes já registrados e a Europa experimentou ondas de calor verdadeiramente escaldantes. E não apenas todos os continentes estão sendo atacados na superfície mas também pelo oceano. 

Os cientistas anunciaram no início deste ano que o nível do mar está subindo de acordo com as previsões de um “cenário de pior caso”. Desde a década de 1990 o nível do mar aumentou 1,8 cm à medida que a Terra aquece e as calotas polares derretem. Embora a medida possa parecer pequena um centímetro de aumento do nível do mar geralmente significa que um milhão de pessoas serão forçadas a se mudar. Toda a intensidade crescente desses eventos pode ser rastreada até a mudança climática e os cientistas acreditam que a Mãe Natureza está nos enviando uma mensagem de Alerta ou melhor se vingando de todos nós.


A Mensagem de Vingança
Adam Smith, um climatologista aplicado do Escritório Nacional de Administração Oceânica e Atmosférica (NOAA), disse à Associated Press que os desastres climáticos “realmente se juntaram para criar um ano catastrófico”.

“A mudança climática tem suas impressões digitais em muitos desses extremos e desastres diferentes “, disse Smith.

Por sua vez, a diretora do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Inger Andersen, acrescentou que a natureza está nos mandando uma mensagem e é melhor ouvi-la.


“Onde quer que você vá em qualquer continente vemos a natureza nos atingindo” acrescentou Andersen. “O período de três anos mais quente que já vimos. Temperaturas árticas incêndios florestais, etc. “


Um relatório recente da Organização das Nações Unidas (ONU) da Organização Meteorológica Mundial e de outros grupos científicos globais revelou que apesar da pandemia COVID-19 que paralisou grande parte do Mundo as emissões continuam aumentando . De acordo com o estudo o metano o dióxido de carbono e o óxido de nitrogênio os três principais gases do efeito estufa continuaram a aumentar em 2020.


O estudo, que também incluiu os números mais atualizados para 2019, descobriu que as emissões globais de CO2 fóssil atingiram um novo recorde de 36,7 Gigatons (Gt) em 2019, 62 por cento a mais do que em 1990. E por último, mas não menos importante os pesquisadores acreditam que há 20 por cento de chance de que a Terra alcance o nível de 1,5 ° C em 2024.


Vingança de Gaia


Simplesmente Gaia é vida. Ela é tudo a própria alma da terra. Ela é uma deusa que habita o planeta oferecendo vida e alimento a todas as suas filhas e filhos. Nas civilizações antigas ela era reverenciada como mãe nutridora e doadora de vida. Foi ela quem nos criou e nos sustentou e para quem voltamos após a morte. Em 1970 o cientista britânico James Lovelock e sua colega Lynn Margulis (esposa de Carl Sagan na época) propuseram que a Terra é um Ser Vivo auto-regulando os elementos para sustentar a vida nela.
Essa hipótese revolucionária foi vista como herética mas desde então foi aceita como um fato uma teoria não mais uma hipótese. Seu trabalho sugeriu que todos os produtos químicos na terra “conversam” uns com os outros para proteger a vida no planeta o sal do oceano nunca se torna muito salgado o oxigênio na atmosfera nunca é muito ruim e a temperatura da Terra nunca se torna muito hostil para que a vida prospere. Todos os elementos funcionam em perfeita harmonia para garantir que a vida seja mantida em nosso planeta.

A estabilidade da vida e sua capacidade constante de autorregular e proteger as criaturas terrestres conota um universo muito mais inteligente do que se imaginava. A teoria de Gaia ensinava que um universo sofisticadamente consciente está regulando essas muitas facetas para proteger e preservar a vida no planeta da mesma forma que uma mãe protege seus próprios filhos. Assim, de acordo com os cientistas, a humanidade cruzou todas as “linhas vermelhas” possíveis causando a raiva de Gaia. O desejo de viver em harmonia com a natureza nunca foi tão agudo.
Mas não devemos cometer o erro de acreditar que viver em harmonia com a natureza requer viver naturalmente. Afinal, a tecnologia necessária para a energia renovável é muito menos natural do que simplesmente queimar madeira. A refrigeração e o congelamento evitam a deterioração e o desperdício de alimentos. Os humanos são como disse o escritor britânico HG Wells animais não naturais. Nosso sucesso em salvar bebês e idosos contradiz as intenções da natureza e poucos negariam a moralidade de nossos esforços não naturais. E ainda dada a suscetibilidade dos idosos à COVID-19 a narrativa da punição da natureza nos leva a uma conclusão horrível sobre se devemos continuar nossos sucessos.
A natureza não é uma divindade benevolente com “intenções” e natural não é sinônimo de santo. Entendida como ausência de intervenção humana a naturalidade não é boa nem má . Agora, mais do que nunca compreender a diferença é fundamental para a saúde da humanidade e do planeta. Chegou a hora de abandonar nossa falsa crença na bondade natural e enfrentar a complexidade do que significa ser animais não naturais responsáveis ​​em um Mundo natural.

Fonte

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: