As Esferas de Metal Klerksdorp: Tecnologia Extraterrestre? (Vídeo)

As Esferas de Metal Klerksdorp: Tecnologia Extraterrestre? (Vídeo)

20/05/2022 0 Por Jonas Estefanski

Misteriosas esferas metálicas encontradas em Klerksdorp, na África do Sul, chocaram especialistas que não conseguem encontrar uma explicação para sua existência.

As Esferas de Metal Klerksdorp

Misteriosas esferas metálicas perfeitamente arredondadas com uma superfície lisa , dando uma aparência artificial , foram encontradas em uma camada geológica de um milhão de anos em Klerksdorp.

Os especialistas ainda não entendem como esses artefatos foram enterrados naquela superfície, já que eles vêm quase desde o nascimento da própria Terra .

O mistério das esferas metálicas

O supereon pré-cambriano é uma divisão informal da escala de tempo geológico. É o primeiro e mais longo estágio da história terrestre e abrange os éons Hadeano, Arqueano e Proterozóico.

Este super aeon começou quando a Terra se formou , cerca de 4.567,9 e 4.570,1 milhões de anos atrás , e terminou há 542 milhões de anos . Durou cerca de 4,27 milhões de anos e deu lugar ao Eon Fanarozóico ou Período Cambriano .

O estudo pré-cambriano é extremamente complexo, pois em geral as rochas formadas nessa época mudaram muito devido aos diferentes ciclos orogênicos e os fósseis são muito escassos.

As rochas pré-cambrianas são principalmente ígneas e metamórficas . Tanto na África do Sul, quanto na Austrália Ocidental e na Groenlândia, são as rochas terrestres mais antigas, datadas de 3.800 milhões de anos.

Por isso, o aparecimento de esferas metálicas perfeitamente elaboradas foi a última coisa que os especialistas pensaram encontrar nessas camadas geológicas.

Além do formato esférico, possui extremidades ranhuradas. Essa peculiaridade fez com que especialistas a atribuíssem a seres inteligentes . Um dos principais precursores desta teoria foi Michael Cremo na sua obra «Arqueologia Proibida».

Sua aparência externa é macia e lisa, sugerindo que se trata de uma peça fabricada artificialmente . Ou pelo menos é o que demonstram os espécimes expostos no Museu Klerksdorp.

Embora também existam muitas pessoas que atribuem uma origem natural à sua morfologia.

As Esferas de Metal Klerksdorp

uma composição perfeita demais

Todas as esferas de metal são perfeitamente redondas e têm uma superfície polida. Eles também têm uma linha reta que circunda o maior diâmetro, que geralmente é acompanhada por outras 2 linhas paralelas que vão para um lado e para o outro da linha central.

Como elas apareceram enterradas em uma camada geológica cuja aparente antiguidade é uma grande contradição com a ciência oficial, muitos especialistas acreditam que as esferas pertenciam a uma civilização tecnologicamente avançada e extinta há mais de 2,8 bilhões de anos. Quando a rocha que os continha começou a se solidificar.

Os céticos sugerem que são pedras produzidas a partir de nódulos de pirita e goetita de origem metamórfica. O problema é que o entalhe das linhas carece de qualquer argumento científico. Tanto pela aparência caprichosa quanto pela dureza do material com que deveriam ter sido esculpidas.

O professor de geologia A. Bissehoff da Universidade de Potchefsroom e outros especialistas acreditam que as esferas seriam aglomerados de limonita.

No entanto, as esferas de metal de Klerksdorp foram encontradas em nichos individuais ; uma forma totalmente contrária ao arranjo em que normalmente se encontram os aglomerados de limonita.

Poderia ser um Oopart? Um objeto fora do tempo, possivelmente criado por uma inteligência antiga avançada. Ou, por outro lado, é mais uma prova de vida extraterrestre na Terra?