Arqueólogos descobriram fossos cheios de mãos de gigantes ancestrais de 3.600 anos no Egito

Uma nova descoberta foi feita recentemente por um grupo de arqueólogos. Eles descobriram 16 mãos gigantes enterradas sob um antigo palácio egípcio.

Acredita-se que eles tenham mais de 3.600 anos e foram descobertos em quatro fossos diferentes dentro do complexo real Hyksos.

A descoberta foi feita originalmente por Manfred Bietak na antiga cidade de Avaris.

Ele declarou que essa descoberta confirma as crenças antigas de que os egípcios freqüentemente cortavam as mãos certas de seus inimigos para destituí-los de sua força e poder.

Dois poços foram descobertos em frente a uma sala do trono. Esta expedição em particular foi liderada pelo Instituto Arqueológico Austríaco e pela Academia Austríaca de Ciências.

VÍDEO:

Você pode gostar...

Deixe um comentário