Alienígenas Desativaram Armas Nucleares Para Nos Mostrar o Quão Inúteis Elas São

Civilizações extraterrestres zelando pela paz mundial? De acordo com testemunhos os alienígenas desativaram armas nucleares em várias ocasiões. 
Já em 2008 um grupo de ex-oficiais da Força Aérea compartilhou seus incríveis relatos de OVNIs que supostamente demonstraram um interesse distinto em locais com armas nucleares. Desde então os lobistas têm incentivado esforços intensos para forçar o governo dos EUA a desclassificar tudo o que sabe sobre alienígenas. 


Os extraterrestres têm ligado e desligado nossas armas nucleares para mostrar como são “inúteis” contra eles afirma um ativista que busca acabar com o “embargo à verdade extraterrestre” do governo, relata o Daily Star Online . 


Stephen Bassett é o fundador do Paradigm Research Group (PRG), que tem se empenhado em um esforço incansável para lançar luz sobre a “verdade” sobre alienígenas e OVNIs . 

Bassett afirma que várias testemunhas observaram Fenômenos Aéreos Não Identificados como ele os chama em linha com a definição oficial da Marinha dos Estados Unidos manipulando nossas próprias armas nucleares com facilidade e até “desligando-as”. 

No entanto, o especialista é rápido em minimizar quaisquer temores de que isso constitua uma ameaça à humanidade, dizendo que isso na verdade nos mostra que alienígenas e fenômenos aéreos não identificados (UAP) apoiam o desarmamento nuclear. 


“Eles desligaram nossas armas nucleares repetidamente; Isso significa que eles são ruins? As testemunhas dos eventos, e há muitos, geralmente acreditam que não é uma coisa sinistra, mas uma mensagem. 
Não foi uma ameaça, mas uma mensagem de que essas coisas são inúteis.” 


Esta não é a primeira vez que se afirma que alienígenas desativaram armas nucleares e mostraram interesse em bases militares. 


O ex-deputado UU Bob Jacobs da Força Aérea dos EUA. Era um de um grupo de ex-oficiais da Força Aérea, que também incluía Robert Salas que apareceu em 2008 no Larry King Live na CNN para dizer que OVNIs teriam ativado sistemas de mísseis em cinco bases da Força Aérea em cinco estados diferentes, mas o governo dos Estados Unidos teria encoberto as informações. 


Bob Salas, um ex-capitão da Força Aérea dos EUA, e Bob Jamison um ex-oficial da Força Aérea dos EUA fizeram a afirmação sensacional de que durante um teste de míssil um objeto “disparou um feixe de luz para ogiva ”no que tem sido chamado de“ Incidente OVNI na Base Aérea de Malmstrom em 1967 ” onde mísseis no meio da Montana ficaram temporariamente inoperantes. 

Salas disse: 
“A Força Aérea investigou isso em segredo acho que até 1972. Acho que não era da Terra. Estou convencido de que não foi construído aqui porque era capaz de enviar sinais para cada um dos nossos mísseis separadamente. Os equipamentos de orientação e controle foram alterados em cada um ”. 


Um trecho do projeto militar de avistamento de OVNIs Blue Book datado dos anos 1960: “Luz muito brilhante com bordas irregulares. De forma aproximadamente redonda com metade do tamanho da lua cheia. Cerca de 1/3 da velocidade de uma estrela cadente.” 


Os comandantes pediram a ele diz ele para assinar um documento de confidencialidade no qual ele prometeu nunca falar sobre o incidente. 
Bob Jacobs, um ex-oficial de instrumentação fotográfica da Força Aérea dos EUA disse que um OVNI apareceu em um filme que ele filmou em 1954 na Base Aérea de Vandenberg e mais tarde foi confiscado por agentes da CIA. 
Stephen Bassett disse anteriormente ao Daily Star Online que o governo dos EUA está forçando a NASA a encerrar a transmissão ao vivo da ISS quando alienígenas aparecem. 
Bassett que há muito faz campanha para que o governo acabe com seu alegado embargo à verdade sobre a vida extraterrestre disse recentemente que a NASA essencialmente tem “as mãos amarradas” quando se trata de revelar o aparecimento de OVNIs. 


O CEO do Paradigm Research Group  fundado em 1996 Bassett tem trabalhado para acabar com o que ele afirma ser um embargo imposto pelo governo sobre a verdade por trás do assim chamado fenômeno “OVNI”.

Fonte

Fonte

Você pode gostar...

Deixe um comentário