Alerta de Chupa-cabra após múltiplas mutilações de gado no nordeste da Argentina

Alerta de Chupa-cabra após múltiplas mutilações de gado no nordeste da Argentina

15/01/2022 0 Por Jonas Estefanski

Ataque a vacas na Argentina está sendo considerado como ação de um Chupa-cabra.Créditos: GettyImages

Para os criadores de gado na Argentina, uma vaca morta é algo curioso, duas vacas mortas são motivo de preocupação e três vacas mortas são um alerta de Chupa-cabra. Pelo menos é o que parece ser em Corrientes, uma grande cidade no nordeste da Argentina, onde um fazendeiro quer saber o que matou três de suas vacas, removeu seus órgãos com cortes limpos e não deixou vestígios de sangue.

A Argentina tem um histórico de mutilações de gado que são atribuídas ao Chupa-cabra por causa de circunstâncias semelhantes: Têm cortes limpos, não há vestígios de sangramento, nem mesmo vestígios que indiquem que o animal poderia rastejar ou correr. Como se tivesse caído, sido derrubado no local. Falta-lhe a língua, os úberes e os órgãos reprodutivos.

Hugo Valenzuela disse ao site do Instagram Ronda de Mate que o campo onde as carcaças foram encontradas fica a apenas 400m de várias residências. Embora algo tenha matado as vacas, ele está convencido de que não foram cães ou caranchos (falcões), porque não havia pegadas, penas ou outras evidências deles próximo às vacas mortas. Também não havia pegadas humanas e os bovinos, antes de sua mutilação e morte, eram saudáveis. Os cadáveres tinham cortes precisos, limpos, sem marcas de sangue no solo ou no corpo e alguns órgãos foram removidos com precisão cirúrgica. Luzes estranhas foram vistas no céu na noite anterior.

“A crença popular atribui a responsabilidade por esses episódios ao “Chupa-cabra”, um ser mitológico que supostamente ataca várias espécies na pecuária e no meio rural. Vale lembrar que em diferentes setores rurais de Esquina, casos semelhantes já haviam sido relatados em 2013, 2018 e 2019.” Ronda de Mate lembra os leitores de outros incidentes que remetem ao ser nos últimos anos.


Estaria uma nova onda de ataques prestes a assolar a Argentina ou seria apenas um caso isolado?
Fonte: Shutterstock

Em 2019, houve uma série de mutilações de gado na província de Catamarca, no Noroeste, na fronteira com o Chile – o suficiente para causar preocupação no Infocampo, uma fonte de mídia agrícola. Enquanto algumas pessoas culparam os alienígenas (seus celulares pararam de funcionar perto das vacas mortas), outras culparam hocicudos – um rato necrófago de focinho comprido que gosta de comer as partes moles de animais mortos.

No entanto, isso não aborda o que matou o gado saudável em primeiro lugar. Em 2018, mutilações semelhantes foram relatadas na província de Santiago del Estero, no centro-norte da Argentina, e a culpa foi novamente dividida entre Chupa-cabra, alienígenas e hocicudos. É óbvio, pelos comentários no site de notícias Corrientes Today, que os pecuaristas e os argentinos em geral estão frustrados e preocupados. “Recomendo que pesquisem no Google a infinidade de casos, não só no país, mas também no mundo. O assunto é muito complexo”, disse um leitor no site.

“Com câmeras, a menos que sejam de visão noturna infravermelha, você não vai descobrir muito. Eu vivi isso nas colinas de Vallejos também há alguns anos. Impressionante, nenhum necrófago se aproximou. Naquela ocasião havia cerca de oito animais saudáveis, eles não emanavam um cheiro típico de carniça, eles simplesmente permaneceram ali. Em 07 de janeiro de 2022, luzes no céu foram vistas. Não era um avião ou uma estrela cadente.” Não parece que muitas pessoas estão culpando os hocicudos. A menos que as autoridades possam fornecer provas concretas, os pecuaristas, de modo geral, estão temendo uma nova onda de ataques do misterioso predador.

Fonte